Ateliê de Mulheres / Womens Co-operative

Esta articulação do trabalho feminino foi estabelecida em janeiro de 2007 com a criação de um grupo de trabalho composto por moradores locais, com predominância feminina. Os encontros tendo como tema a separação e reciclagem do lixo, abriram frente para o surgimento de dois grupos: a cooperativa de catadores de lixo de Santa Teresa (que logo partiu para um galpão no morro dos Prazeres) e um grupo de mulheres que se estabeleceu no Centro Comunitário para trabalhar com o uso de materiais reciclados, criando produtos que são vendidos e geram receita para elas próprias. Esse grupamento está baseado no Centro Comunitário e é composto prioritariamente por mulheres que atuam na coordenação do CCJO e outras cujos filhos integram o programa de atividades para crianças e jovens daquele espaço, criando forte laço entre as diversas atividades do Centro.

Este grupo produz também papel reciclado diariamente e integra a rede de produção da ONG Nosso Papel, promotora da capacitação de mulheres da Júlio Otoni e apoiadora da produção e comercialização do papel produzido por elas desde então. Conheça mais sobre a ONG Nosso Papel e seu trabalho naquela comunidade, clicando aqui.

Naquele núcleo são ainda produzidas luminárias artesanais, com reaproveitamento de lixo, motivadas no tema de favelas e vendidas em lojas de presentes e feiras de artesanato.

O passo seguinte deste segmento do projeto é desenvolver um plano comercial que permita às mulheres aumentar suas vendas e colaborar na sustentabilidade do projeto do Centro Comunitário Júlio Otoni.

This women’s co-operative was established in January 2007 using re-cycled materials to produce arts and crafts that through sales would provide a source of income for women in the project. This project is housed in the Community Centre and has seen a strong link with high participation of mothers whose children take part in the Youth Community programs.

The group produces recycled paper which is then further developed by other NGO’s into items such as placemats and stationary that is sold throughout gift shops in Rio as well as artesan models and lamps based on the theme of “favelas” that are then sold through arts and crafts fairs. The next step with this project is to develop a commercial plan that will allow the Mulheres de Santa to increase sales and thereby income.

One Response

  1. Ana, você é a Ana que trabalhou comigo (Rejane Camargo) no Marakuthai? Vi uma reportagem sua na revista TPM , se for mande uma resposta para este email.
    Adoraria te reencontrar.
    Beijos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: