A ONG Nosso Papel e sua parceria com a comunidade Júlio Otoni

Em fins de 2004, os jovens formados papeleiros pelo projeto Centro de Referência de Cultura Carioca, patrocinado pela Telemar através da Lei de Incentivo a Cultura do Estado (ICMS), iniciaram na sede do projeto no Cosme Velho, a confecção de papel artesanal utilizado como jogo americano para o Café Siorelle, localizado no bairro do Humaitá. A produção foi aumentando gradualmente e em 2006 o Café Sorelle abriu uma filial no Shopping da Praia de Botafogo gerando aumento de demanda em relação a quantidade de folhas por semana.

Para atender a demanda iniciamos em 2006 o projeto de capacitação de mulheres parentes dos jovens do projeto CRCC, moradoras da Comunidade Julio Otoni em Santa Teresa. Implantamos a Oficina de Papel Reciclado Artesanal com equipamentos necessários à produção e passamos a patrocinar o projeto que tem geração de renda semanal para as mulheres beneficiadas. Em 2007 iniciamos uma parceria com a Pousada Tambo de Los Incas, em Itaipava para a utilização do jogo americano feito com o papel artesanal, ampliando ainda mais a demanda.

Em 2008/2009 mulheres da comunidade foram capacitadas na confecção de 18 mil peças de cartonagem da empresa Fibra Design. O projeto contou com o apoio do Instituto Realice e REDE ASTA na comercialização de produtos.

Em 2009/2010, a rede de produtores da ONG Nosso Papel já desenvolveu 26 mil flyers para a empresa Claro e foi responsável pelo papel reciclado utilizado no Cenário da peça “O Soldadinho e a Bailarina”, de Luana Piovani Produções.

%d bloggers like this: